quinta-feira, abril 24, 2008

Vou fugir


imagem retirada deste blogue
Um dia perguntaste — posso raptar-te? — eu respondi que sim, que raptava também.
Não me raptaste, nem eu a ti.
Não vale a pena esperar, vou fugir. Não sei para onde vou, nem que caminho quero seguir, só não quero olhar para trás, e ver que não estás... nem vais estar junto a mim.

Ora vou fugir porque preciso de descanso! Bom fim-de-semana.