domingo, fevereiro 24, 2008

The Crystal Skull


esta imagem não é o crânio do Juízo Final.

O crânio de cristal mais famoso é o "Skull of Doom" ("Crânio do Juízo Final") de Mitchell-Hedges, alegadamente descoberto por uma certa Anna Mitchell-Hedges, de 17 anos de idade, em 1924 ou 1927, enquanto ela acompanhava seu pai adotivo em uma escavação na antiga cidade Maia de Lubaantun, em Belize, onde o Mitchell-Hedges pai acreditava que iria encontrar as ruínas de Atlântida. Este crânio de quartzo claro mede aproximadamente 5,25 polegadas de altura e pesa mais ou menos 11 libras. Ele lembra superficialmente os crânios de cristal feitos pelos Astecas. Os crânios Astecas, entretanto, são estilizados. O crânio de Mitchell-Hedges é realístico, com uma mandíbula destacável.

Grande parte da lenda oculta e sinistra ao redor do assim chamado Skull of Doom, originou-se com Mitchell-Hedges, um homem com muitas qualidade admiráveis-- não estando o amor pela verdade e a honestidade, no entanto, entre elas.

O Skull of Doom é feito de puro cristal de rocha e, de acordo com cientistas, deve ter levado mais de 150 anos, geração após geração trabalhando todos os dias de suas vidas, pacientemente friccionando com areia um imenso bloco de cristal de rocha até que finalmente o Crânio perfeito surgiu.

Ele tem pelo menos 3.600 anos de idade e, de acordo com a lenda, foi usado pelo Sumo Sacerdote dos Maias quando executava rituais esotéricos. Diz-se que quando ele desejava a morte com a ajuda do crânio, a morte invariavelmente se seguia. Ele foi descrito como a incorporação de todo o mal (F.A. Mitchell-Hedges).

Resumindo, foi uma vigarice do tal Mitchell-Hedges. Mais informações aqui.